Arquivo da tag: alguem

Relato de Um Velho Coração – Parte Dois

adeusamor

Eu tentei ficar de pé, mas cai na primeira tentativa.

Acho que o amor começa desta maneira. De um modo desajeitado. E como eu cai. Consigo me lembrar disto ate hoje. Aquela foto entre as minhas mãos, amassada, que inúmeras vezes tentei rasgar, mas não podia, não conseguia. É quase impossível destruir uma lembrança.

Havia pedaços de coisas por toda parte. Foi o que restou do meu quarto quando me tranquei nele e deixei sair de mim o ódio, a raiva por ter sido tão idiota. Eu acreditei e essa fantasia se foi da mesma forma que chegou. Avassaladoramente.

Primeiros amores são assim, não é mesmo?

Você acredita que vai durar para sempre porque nunca senti algo tão caloroso por outra pessoa. Nunca se sentiu sem jeito de olhar outros olhos e ver que aquilo era tudo que havia sonhado. Não consegue conceber que alguém entre bilhões de pessoas lhe encontrou e quer dividir uma musica que os faça lembrar um do outro. Alguém que torne quilômetros em centímetros e minutos em séculos.

Mas ali esta ele. Dobrando a esquina da sua casa com um lindo sorriso sínico, para um picnic num sábado de primavera que vai durar o curto tempo da eternidade.

Alias, você já se deitou na grama com que ama? Nunca? Porque não?

É uma das poucas coisas que vale a pena quando se ama alguém. Eu amei cada segundo junto dele, e quando digo “ele”, quero dizer o amor que senti, não importando quem fosse. Mas nada dura para sempre, foi o que me disseram outras pessoas e eu nunca as dei ouvido, porque para mim aquela felicidade duraria mil anos. E quem diria, no entanto, que depois daquele dia, eu odiaria cada centímetro de grama que cruzasse meu caminho.

***

Eu poderia contar essa fabulosa historia de amor que pude viver, mas ficar para outro dia, outra ocasião mais propicia. A única coisa que você precisa saber é que estive sentado sobre pedaços de coisas quebradas. A maior parte foi o meu coração. Mas não o culpo por isso, nunca culpei. Na realidade, eu era o culpado.

Amar alguém é difícil e fazemos isso pela primeira vez sem avisos. Por isso nos machucamos. Porque não nos preocupamos. Porque esta tudo bem. Só é amor, e o amor não pode nós ferir. Ele te aquece nas noites frias. Protege-te quando está sozinho. Cuida quando ninguém pode. Este é o amor.

“Então porque estou chorando, sentado sobre cacos de vidro dentro de um quarto escuro, segurando uma foto impossível de ser partida?”

Porque, apesar das evidencias dizerem que eu estava amando, não era amor.

Ele era só o que eu sempre esperei de alguém. Um sonho, e sonhos não são reais. Adultos sonham o tempo todo para não enlouquecer. São só confortáveis ilusões da alma. Arquiteturas para projetos grandiosos que podem um dia dar certo, ou não. Porém, acho que sonhei por muito tempo e nem percebi que vivia num mundo real onde sonhar é seguro. Então me deixei levar. E fui.

Por isso eu estava sofrendo. Eu necessitava voltar pra realidade. Imergir do escuro e ver a luz que está logo acima desta tristeza que cada um sentiu por amar. E foi da pior da maneira possível. Quase como despencar das nuvens de cara no asfalto quente de verão.

E o mais curioso?

Amar é como saltar em queda livre, sem paraquedas. A sensação é maravilhosa e você se vicia rapidamente. E mesmo com o corpo esfolado, o coração quase parando, só pensamos numa única coisa.

“Quando poderei saltar de novo?”.

Continua…

 

 

Anúncios

Encontrando o Perfeito Amor

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Existe uma certa euforia agarrada a esperança de encontrar a pessoa certa. Todo mundo espera pelo dia no qual irá, finalmente, encontrar o verdadeiro amor, alguém perfeito e que nos faça feliz, não é mesmo?

Tenho pena de pessoas assim.

Não foi uma única vez somente que encontrei alguém refletido sobre as inúmeras qualidades que esperam encontrar em alguém para se sentirem atraídos e apaixonados.

“Quero alguém que me entenda, me ouça. Alguém que fale de coisas legais e seja educado. Uma pessoa capaz de perceber quando estou triste, zangado, alegre ou com medo pelo simples mudar do meu sorriso. Que me faça rir muito, seja um bobo romântico, cheio de gracinhas para sempre cuidar da minha felicidade. Alguém decido, para cuidar de mim e de meus problemáticos ‘pitis’. Enfim, não precisa ser perfeito, só precisa ser assim.”

E não importa qual seja o repertorio romântico por trás dessas palavras banhados de sentimentalismo, olhinhos brilhantes e mãozinhas suadas, eu sempre irei fazer a mesma pergunta:

– E você, é essa pessoa que desenhou? – Isso se torna desconcertante e destrói completamente a fantasia de qualquer pessoa. Não faço isso somente por prazer. Tento tirar essas pessoas desse conto de fadas errôneo e lançar-lhe uma luz sobre essa maça podre que é sonhar sem raciocínio.

Quando desejamos encontrar alguém que nos complete não percebemos que somos também o inverso disso tudo e esquecemos-nos de nos perguntar: “eu sou o sonho de alguém? Romântico, educado, alegre e fascinante?”. Podemos mentir para os outros, mas sabemos no fundo que a resposta é “não”. Primeiro, porque alguém mágico não existe. Que corresponda a todas as expectativas. Quem amamos sempre vai nos magoar, mentir e nem sempre entender. Mesmo assim, vai saber a hora de ser sincero e correr atrás de todos os prejuízos e tentar concerta-los. Amar não é ser sempre assertivo, é errar, errar e errar até conseguir acertar.

E em segundo lugar, não desenhamos o que queremos, pelo contrario, formulamos quem desejamos ser. Sonhar com o príncipe encantado é nada mais do que nosso desejo reprimido de ser alguém que não conseguimos e então vivemos da ultima esperança, encontrar alguém que seja o que não somos e nos apaixonar por isso, como se fosse uma inveja amorosa. Enquanto isso, deixamos oportunidades passarem, pessoas fugirem e não temos coragem de tentar ser um sonho para alguém.

Acredite, quando você parar com esse bestarol desenfreado de acreditar na fada madrinha e não acorda pra vida, começar a viver como quem deseja amar um dia, com certeza perdera a oportunidade de encontrar esse certo alguém por que você estará muito ocupado sonhando.

E não se esqueça, ele – ou ela – pode não ser perfeito, mas pelo menos vai ser alguém real.