Arquivo da tag: disser

Um Sonho Perdido!

sonhos

– Sinto muito, acho que esse sonho não se realizara.

Ela estava diante de mim com um sorriso um tanto quanto consolador, nem ao menos percebi ela se aproximar. Segurava algumas folhas entre as mãos. Seus olhos estavam carregados de desculpas por trás dos óculos de aro. Não entendia o seu pedido, não tivera culpa de nada. Era uma secretaria, somente isso.

Passaram-se apenas alguns minutos desde o momento que havia me sentado na sala de espera do escritório. Um lugar amplo com poltronas brancas, quadro abstratos e sem sentido por todas as partes, uma mesinha de vidro e algumas revistas antigas tanto quanto amassadas. A secretaria prostrava-se diante da minha cabeça. Eu estava levemente reclinado, apoiando minha cabeça sobre os braços apoiados sobre as pernas que não se apoiavam em ninguém. Quando a levantei tive a impressão de que a saia marrom não combinava em nada com o terninho preto. Moda nunca foi meu forte, mas ate mesmo eu sabia quando deveria pegar leve com os tons. Voltei minha atenção para seu rosto. Apesar da maquiagem excessiva, pude perceber as formas de suas maçãs salientemente erguidas pelo sorriso acolhedor. Era linda, não poderia se negar e talvez ela não soubesse.

– O Senhor, me entende? – Voltou a disser a secretaria.

– Sim, eu entendo – Minha voz soou mais grave do que o habitual, parecendo até mesmo ríspida enquanto estiva-me sobre a poltrona tentando reanimar os ossos da coluna. Não pude conter o desejo de me espreguiçar diante dela, que continuava a vigiar meus movimentos como se esperasse uma explosão de lagrimas desconsoladamente. Infelizmente, teria por decepcionar aquela alma.

– A desilusão só nos cega por algum tempo. – Eu disse enquanto me levantava e percebi ser mais alto que a secretaria. – Mas depois disso, dessa conclusão, o que podemos fazer?

– Perdão, eu não consigo entender.

– Posso lhe contar sobre sonhos? – Perguntei-lhe.

O rosto da secretaria se contraia numa careta de confusão, mesmo assim parecia algo adorável. Por isso, não lhe dei tempo para o “In dubio pro reo”.

– Sonhos são aventuras, coisas que criamos para fugir da realidade de “somos o que somos”. Algumas pessoas os usam como fantasias, como pilares para sua frase de que “um dia irei realizar meu sonho”. Quando sabemos que “um dia” significa “nunca”. Outras pessoas lutam por sonho e os alcançam, tornando-os reais e de um momento para o outro estão escrevendo as “mil maneiras de vencer na vida”. Bem, ainda temos mais um tipo de pessoa e essa esta parada num escritório, ouvindo de alguém que seu sonho não poderá se concretizar. Ele se sente um pouco consternado por causa disso, como se alguém morresse diante dele, fica um pouco perdido e pensa em não se levantar de onde esta por que não há motivo para continuar. Esta conseguindo me acompanhar? – Sua cabeça balançou de cima para baixo duas vezes. – Certo! Então me diga o que fazer?

Algo ameaçou sair da sua boca levemente aberta, mas novamente não dei-lhe tempo o suficiente para pensar sobre o assunto.

– nada! – Eu disse – Não posso fazer nada alem do que me levantar e lhe contar uma historia de como irei começar a ter novos sonhos, porque é isso que deveríamos fazer quando uma porta se fechar. Quando um amor partir, um amigo morrer, um dia for ruim, quando descobrirmos que não somos bons para algo. Precisamos tentar outro sonho. Não acho que seja o final, talvez um novo começo, uma nova chance ou a verdadeira chance que eu não dei a devida atenção por estar ocupado demais com os meus “um dia”. Enfim, sonhos morrem e outros nascem.

Consultei o relógio e percebi que estava um pouco atrasado para outro compromisso, já tinha passado da minha hora e não havia justificativa para demorar-me mais.

– Bem, tenho de ir. – Peguei meu casaco sobre o braço da poltrona e contornei a secretaria petrificada, caminhando na direção dos elevadores, discando um numero programado no celular e pensando em alguma mentira para disser. – Tem mais alguma informação para mim?

Ela parecia ter acordado de um sonho quando ouviu o som das portas metálicas se abrindo logo atrás dela.

– oh, sim! – Virou-se rapidamente para mim dentro do elevador. As portas do elevador estavam se fechando rapidamente – Mandaremos a sua conta na segunda pela manhã, senhor.

Tudo Errado

tudo errado

Há algum tempo atrás ouvi uma historia realmente interessante.

Tempos atrás um homem foi denominado o único que nunca havia cometido um erro sequer. Toda sua vida foi milimetricamente calculada e tivera total êxito em cada passo dado durante toda vida.

Em certo momento aceitou o convite para uma das milhares entrevistas que era convidado a disser qual erra o seu segredo para tanto sucesso. Sentado sobre pomposo sofá, de frente para uma ávida plateia, esperando encontrar a solução de suas vidas diante desse Deus Humano, centenas de repórteres do mundo todo preparavam cada pergunta de forma a não cometer erro algum diante à divina criatura.

Um dos repórteres levantou a mão em meio o mar de cabeças, vidradas no rosto plácido e singelo daquele anjo perfeito.

– acredita realmente ser a única pessoa a não cometer qualquer erro que seja, do mais inferior que seja? – suas mãos munidas de lápis e bloco de papel, permaneciam atentas a qualquer palavra que viesse daqueles lábios de um vermelho exuberante e atraente.

– Sim, acredito nisso!

– E acha ainda ser o detentor de todos os segredos de uma vida bem sucedida?

A plateia respirava num único movimento, flutuando numa nevoa de duvida e êxtase.

– Sim, tenho total certeza disso!

O repórter começava encontrar o caminho para sua grande matéria, mantia-se atento e anotando calmamente cada resposta, pensando na próxima indagação como se fosse um jogo de grandes ganhos.

– Então preciso que me de uma ultima resposta. – Sentia o mundo sobre seus ombros – Como você faria para ensinar a alguém, que errou a vida toda, a ter êxito com a sua sem nenhum erro? Afinal de conta de contas, você não sabe o que é um erro, um obstáculo a ser desviado!

Uma longa sombra cobriu o homem que nunca errou, e esse talvez tenha sido o seu primeiro erro, “pensar nunca ter errado”.

***

Não se esqueça disso, os erros são de maior importância do que os acertos. Só eles podem ensinar algo realmente relevante na vida.

Ruidos

“De que forma posso descrever a importância da musica, se estou imerso no silencio?”. Foi meu primeiro pensamento quando me sentei na frente da tela do computador hoje.

Minimizei a tela do editor de texto. Abri a minha, tão bagunçada e desconexa, pasta de musicas e escolhi a seleção que mais poderia despertar inspiração.

A musica pode concertar almas alem de inspira-las. Sei muito bem isso, a minha já passou por inúmeras manutenções. Por inúmeros motivos, em inúmeras épocas. A musica me concertou. Quase sempre com dor, nunca sem uma canção para marcar o passo.

Quando encontrar-me pelas ruas, caminhando entre os carros, sem me importar com o que eles possam fazer com meu corpo é porque minha alma esta distante. Ouvindo o que a vida tem a disser.

Musicas existem por muitos motivos. Algumas pessoas as usam para encontrar a felicidade, outras para descobrir o alivio, algumas para se entristecerem e muitas somente para celebra-la.

Por minha vez, gosto dela por todos os motivos possíveis.

Uma canção me faz pensar. Por mais simples seja seu refrão, posso encontrar muitas respostas. Ate mesmo acreditar que Deus possa falar através delas. Por que não?

Nunca estou sozinho quando tenho musicas para espantar o terror da noite mais fria. Para dar um toque de verão a meses invernais. Ou acalmar o coração nos dias quentes e barulhentos.

Ouça e se envolva. Deixe que cada música seja um alivio. Para seu corpo, cabeça e alma. Não vejo motivos para não dançar quando se quer, seja no quarto ou na rua. Ouvir músicas românticas no carnaval e cantar bem forte onde só a dor. Para dizimar a escuridão só precisamos de um pouco de luz.

Então, vou dedicar um pouco desse espaço a algo que é tão importante em minha vida quanto comer e beber. A parte mais feliz da vida.

Postarei, sempre que possível, algo sobre as músicas marcantes da minha vida. Todos temos nossas canções preferidas, que lembrem momentos, épocas, pessoas e ate mesmo coisas a serem esquecidas, mas impossível quando ouvimos no radio a única forma de recordação de algo marcante para nós. Vamos então ver onde eu poderei chegar com isso.

Quero ouvir você cantando comigo a partir de agora o mais alto que conseguir.