Arquivo da tag: juntos

Não Faça Nada, Faça Coxinha

Estávamos ali, meu amado e eu, nos revirando na cama num domingo preguiçoso quando fomos assaltados pelo desejo avassalador. “Vamos fazer coxinha? ”. A boca encheu com o proferir desta palavra mágica. Nós nunca havíamos feito coxinhas na vida, mas era domingo, nada para fazer, a fome bichanava pelos cantos e o desejo de provar essa iguaria era estrondoso. Estava decidido, teríamos coxinha para o almoço. Continuar lendo Não Faça Nada, Faça Coxinha

Anúncios

O Amor Que Merecemos

the-walking-dead-greyscale-old-woods-hd-best-562097

Ontem a noite sai para dar aquela esticada nas pernas (porque a internet atrofia a gente) e nada melhor que fazer isso na companhia de um amigo. Faz bem pro corpo e para o coração. Sair para um passeio sem destino, trocando idéias com alguém que gostamos. Perde calorias e se ganha sabedoria.

E um dos vários assuntos foi os problemas no amor!

Acho que pelo fato de ter vivido muita coisa até hoje e também ter dado muita porrada na ponta de faca quando se trata de namoro, isso me conceda um titulo honorário de enciclopédia do amor ambulante ou um guru amoroso dos mais fajutos.

– Não entendo, porque depois de tanto tempo, somente agora ela quer que eu mude quem eu sou, meu jeito de vestir, meus amigos e tudo mais? – havia um tom desesperador e confuso na sua voz. – Eu a amo, mas não pretendo mudar quem eu sou. Seria esse um sinal de que tudo pode terminar entre a gente?

– Bem, isso eu não sei, mas algo é obvio: o problema não é você, mas sim o jeito como ela lhe vê hoje em dia. Às vezes não são as pessoas que mudam, mas os olhos que as observam!

Começo de namoro é sempre a mesma coisa. Endeusamos a pessoa como se fosse a única coisa que realmente valesse a pena na vida. Não estou condenando ninguém por que eu também já fiz isso (e ainda faço, eu acho) e é a simples personificação do que desejamos em alguém… ou pelo menos é o que achamos momentaneamente.

Enquanto o tempo passa a maquiagem começa ficar borrada e começamos a perceber que o nosso bibelô tem lá suas falhas e isso vai contra nossa visão de idealismo no amor. Ficamos com medo de perder, não o namorado, mas o que ele representou no primeiro momento então começamos a luta em concertar o que se quebrou. Pedimos para que não mude, se afaste dos amigos que o estragam, vista estas roupas e não aquelas, pare de comer porcarias e procure a academia e etc.

Obcecado, não percebemos que o problema verdadeiro está em nós. Nessa condição de acreditar que o novo é ruim, que mudanças destroem nossas vidas e que devemos idealizar alguém como a nós, com os mesmos sonhos, mesmos desejos, mesmas ambições e logo não estamos mais amando uma pessoa, mas um ideal.

Não peça que ele mude, não mude também. Seja cheio de problemas e tente entender as confusões do outro também. É divertido no final como conhecemos alguém dos nossos sonhos e ele se transforma em algo real e que precisamos lidar. Não seja duro demais consigo e nem com ele também, com o tempo as pessoas podem parecer mudadas, só que na realidade essa é a sua versão original, o amor verdadeiro, aquilo que realmente merecemos.

As Vantagens de Ser Invisível (2012)

Perks poster brasil

Durante uma parte da minha vida, enquanto todos dormiam, eu caminhava por ai.

Despertado sempre à uma hora da manhã, vestia minhas roupas, colocava minha jaqueta, pulava o portão e, ligando o mp3 o mais alto possível, ganhava as ruas escuras da cidade.

Medo? Do que deveria ter medo? Que mal há no mundo tão grande a temer?

O silencio da noite, o voo rasante da ave noturna e o vazio eram a companhia perfeita para quem procura o sentido da vida. Era assim que eu conseguia perceber a vida, pensar nos seus mistérios, todos infinitos para mim. compreender a minha insignificância, aceitar a minha mortalidade. A vida é muito rápida e por isso é tão linda. Então porque temê-la?

Mas a cada noite, a cada passo pelo mundo novo oculto pela escuridão, era um passo longe a outros mistérios. Não podemos ter todas as respostas, temos de escolhê-las e viver intensamente. Foi assim que fiz o caminho de volta, distanciando-me da solidão. Ela já havia consumido muitos anos da minha vida. Percebi isso quando tentei desistir da vida e alguém não deixou. Não estou falando de Deus. Refiro-me a alguém mais carnal.

Um amigo de olhos pequenos nunca desistira de mim.

Por ele, resolvi continuar minha caminhada. Continuo vendo o mundo por trás dessa película ilusória de realidade e enxergando dentro das pessoas aquilo que a de melhor nelas. Algo que nos torna infinitos. O Amor.

***

Foi assim que me senti hoje ao ver o filme mais lindo desse ano. “As Vantagens de Ser Invisível” é o ultimo filme que obrigo a você assistir nesse fim de ano. Dica: tenha bons e bobos amigos por perto, e certifiquece que eles são a melhor “pior influência” em sua vida.

Sinopse

Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Seu professor de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si… até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.