Arquivo da tag: sempre

Um Lugar Seguro

Scan0003

“Dedico cada respiração a Ela, uma flor de aço”.

Por volta dos meus sete anos, perdi o movimento das pernas.

Tenho algumas poucas lembras desta época, apesar de ser uma das passagens mais marcante de minha vida e não compreendendo bem o que acontecia, quero aqui escrever sobre ela.

Foram dias difíceis. Lembro vividamente da dor causada pelas crises reumáticas, do terrível tratamento com benzetacil, um antibiótico intramuscular que muitas pessoas devem conhecer. Ele era ministrado quatro vezes por semana em mim. Lembro dos hematomas em forma de mordidas nos braços e pernas de minha mãe, que compadecida do meu sofrimento pelo tratamento, deitava-me de bruços sobre seu colo e não se importava de sentir a mesma dor que eu. Continuar lendo Um Lugar Seguro

Anúncios

Se Eu Morrer Jovem…

528847_361770190596933_1824662452_n

Morre não é um problema maior do que não ter tempo de disser as pessoas como elas são especiais para você.

“Eu quero que você saiba que eu te amo e sentirei mais a sua falta do que sentirão de mim”, talvez eu dissesse isso a todas as pessoas. Mas acho que não teria feliz oportunidade de fazer isso e sei também que todos sentiriam muito ódio pela manhã quando eu estiver na estrada para o infinito antes do sol nascer. Então eu gostaria muito que todos lessem o que preciso disser antes de disser adeus.

Esse é o meu testamento.

Por favor, não se sente junto do meu corpo adormecido. Só me deite sobre um barco e deixe que o rio do passado me leve. Não vele o meu sono, não me prenda a suas memórias como sendo a mais triste recordação do meu rosto. Deixe-me partir e quando sentir falta do meu coração ouça o sorriso que emana dos vídeos que postei sem a sua autorização. Sei que depois que eu me for você me perdoará.

Tenho tantos lugares preferidos nesse mundo, onde meu coração deixou pedaços escondidos dentro da areia do mar e nas montanhas onde só se ouve a voz do vento. Gostaria de repousar em partes em cada um desses lugares. Por isso deixarei uma lista oculta com cada lugar lindo que eu gostaria de dormir sobre as estrelas.

Saiba que todos os meus amores foram verdadeiros enquanto duraram e que meu coração foi verdadeiro quando disse que te amava. Sei que todas as flores que crescerem ao meu redor serão o fruto das lagrimas de quem me amou com suas almas, agora dolorida e solitária. Mas saiba, mesmo que a tempestade escureça o seu rosto, dentro de ti existe o um sol que ajudei a construir e dele pode emanar todo o amor para recomeçar. E eu seria a estrela mais brilhante se soubesse que algum dia você voltasse a sentir o mesmo fogo no olhar por outra pessoa. Eu posso ter morrido, mas o nosso amor não. Passe-o a adiante.

Amigos, se eu for o elo que une a corrente que criamos, peço encarecidamente, não se percam! O meu trabalho terá sido vão se de onde eu estiver não puder ver seus dedos entrelaçados, unidos.

Mãe, talvez eu a tenha decepcionado. Um filho nunca deveria partir antes que seus pais. Uma mãe não é nada sem um filho para lhe acordar todos os dias e sentir a obrigação de ama-lo. Mas agora serei eu a cuida-la. Eu simplesmente retornei para dentro do mesmo lugar de onde um dia eu nasci. Dentro do seu coração, o céu de todos os filhos.

E por ultimo, não derrame nenhuma lagrima quando o trem estiver se levantando. Do meio da estação vejo como todos estão tão lindos, mãos unidas, abraçados. Por mais que digas que não, eu sempre sentirei mais falta de todos do que o mundo sentira a minha. Mas sei que poderemos todos seguir adiante, lembrando-se do amor que semeamos e colhemos. Que a morte fortalece laços partidos e aproxima pessoas. E mesmo que digas que sente medo, feche seus olhos e não o sinta, porque o medo só é o vento que sopra contra a esperança. Você poderá vencê-lo.

O Menino Que Não Queria Crescer

 

Scan0003

Eu estava com medo. Sentia que a qualquer momento meu coração iria parar e morreria quando aquela porta se fechasse. Meus pulmões inflavam-se rapidamente enquanto das profundezas da minha garganta um resmungo melancólico e desesperado explodia de dentro de mim.

Eu estava no pré-colegial, minha mãe se afastava dizendo que logo estaria de volta pra me buscar, que o dia seria ótimo e eu faria muitos amigos. Mas de tudo aquilo a única certeza era que ela estava me deixando, numa sala chega de crianças que eu nunca havia visto antes, aos cuidados de uma mulher que eu não conhecia.

“O que eu fiz de errado? Porque você está me abandonando?”

Ela se foi.

 ***

 E todas as experiências, todos os momentos da minha vida, nenhum me trouxe tanta insegurança ver minha mãe saindo pela porta da sala e ir embora. Horas depois ela havia voltado, e como o sol, me fez voltar a ser feliz. Eu estava perdido e ela estava ali. Quanta saudade havia nascido em poucas horas de angustia.

Mas o tempo leva embora esse medo e você não se sente mais perdido à medida que cresce. Aprende que muito que fará será sozinho. A costuma-se com o fato de que as pessoas se vão – temporário ou definitivamente. E começa a esquecê-las. Não é algo terrível, é um fato natural.

Mas quero disser algo em especial hoje, só porque o dia é especial e encontrei uma velha fotografia.

Estava entre alguns livros, meio mofada pela umidade do quarto que um dia terei de dar um jeito. Era somente um garotinho, de olhos negros e brilhantes, lábios vermelhos como um corte profundo e um tímido sorriso.

Naquela velha capa de agenda, me vi outra vez perdido e com medo.

Medo de envelhecer. Medo de não ter feito o suficiente. Medo de ir embora, ou medo de ficar. Medo de crescer, literalmente e não caber no berço ou caber nos braços que nos embalaria por horas e horas.

Agora estou aqui sentado, olhando para mim mesmo. Queria chorar, mas de saudade por ter encontrado um velho amigo, mas só sei sorrir. Apesar de tudo que passei até hoje, o meu pequeno menino está aqui dentro pra me lembrar que nunca estarei sozinho.

Nunca.