Arquivo da tag: sonhos

Flores Para um Trouxa

Minha mãe foi sempre a Senhora dos Ditados. Havia sempre um para qualquer ocasião. Se você não tivesse o recurso para fazer determinada coisa ela dizia, “quem não tem bunda, não senta no moro”.  Obvio não era dela a criação destes ditos, era coisa passada de geração em geração, que as vezes mudava, mas sempre significava a mesma coisa. O dito popular é um saber inigualável, a personificação do pensar das comunidades rurais, desprovidas de conhecimentos filosóficos acadêmicos, mas abastecida da culturabilidade que hoje não se faz presente. Sua base era a observação e a constatação da realidade, sem os mecanismos atuais que turvam a nossa percepção.

Mas nenhum dos ditados populares que minha mãe tanto conhecia foram tão marcantes quanto um em especial. “Meu filho, o amor é uma flor roxa que nasce o coração dos trouxas”. Continuar lendo Flores Para um Trouxa

Anúncios

Um Sonho Perdido!

sonhos

– Sinto muito, acho que esse sonho não se realizara.

Ela estava diante de mim com um sorriso um tanto quanto consolador, nem ao menos percebi ela se aproximar. Segurava algumas folhas entre as mãos. Seus olhos estavam carregados de desculpas por trás dos óculos de aro. Não entendia o seu pedido, não tivera culpa de nada. Era uma secretaria, somente isso.

Passaram-se apenas alguns minutos desde o momento que havia me sentado na sala de espera do escritório. Um lugar amplo com poltronas brancas, quadro abstratos e sem sentido por todas as partes, uma mesinha de vidro e algumas revistas antigas tanto quanto amassadas. A secretaria prostrava-se diante da minha cabeça. Eu estava levemente reclinado, apoiando minha cabeça sobre os braços apoiados sobre as pernas que não se apoiavam em ninguém. Quando a levantei tive a impressão de que a saia marrom não combinava em nada com o terninho preto. Moda nunca foi meu forte, mas ate mesmo eu sabia quando deveria pegar leve com os tons. Voltei minha atenção para seu rosto. Apesar da maquiagem excessiva, pude perceber as formas de suas maçãs salientemente erguidas pelo sorriso acolhedor. Era linda, não poderia se negar e talvez ela não soubesse.

– O Senhor, me entende? – Voltou a disser a secretaria.

– Sim, eu entendo – Minha voz soou mais grave do que o habitual, parecendo até mesmo ríspida enquanto estiva-me sobre a poltrona tentando reanimar os ossos da coluna. Não pude conter o desejo de me espreguiçar diante dela, que continuava a vigiar meus movimentos como se esperasse uma explosão de lagrimas desconsoladamente. Infelizmente, teria por decepcionar aquela alma.

– A desilusão só nos cega por algum tempo. – Eu disse enquanto me levantava e percebi ser mais alto que a secretaria. – Mas depois disso, dessa conclusão, o que podemos fazer?

– Perdão, eu não consigo entender.

– Posso lhe contar sobre sonhos? – Perguntei-lhe.

O rosto da secretaria se contraia numa careta de confusão, mesmo assim parecia algo adorável. Por isso, não lhe dei tempo para o “In dubio pro reo”.

– Sonhos são aventuras, coisas que criamos para fugir da realidade de “somos o que somos”. Algumas pessoas os usam como fantasias, como pilares para sua frase de que “um dia irei realizar meu sonho”. Quando sabemos que “um dia” significa “nunca”. Outras pessoas lutam por sonho e os alcançam, tornando-os reais e de um momento para o outro estão escrevendo as “mil maneiras de vencer na vida”. Bem, ainda temos mais um tipo de pessoa e essa esta parada num escritório, ouvindo de alguém que seu sonho não poderá se concretizar. Ele se sente um pouco consternado por causa disso, como se alguém morresse diante dele, fica um pouco perdido e pensa em não se levantar de onde esta por que não há motivo para continuar. Esta conseguindo me acompanhar? – Sua cabeça balançou de cima para baixo duas vezes. – Certo! Então me diga o que fazer?

Algo ameaçou sair da sua boca levemente aberta, mas novamente não dei-lhe tempo o suficiente para pensar sobre o assunto.

– nada! – Eu disse – Não posso fazer nada alem do que me levantar e lhe contar uma historia de como irei começar a ter novos sonhos, porque é isso que deveríamos fazer quando uma porta se fechar. Quando um amor partir, um amigo morrer, um dia for ruim, quando descobrirmos que não somos bons para algo. Precisamos tentar outro sonho. Não acho que seja o final, talvez um novo começo, uma nova chance ou a verdadeira chance que eu não dei a devida atenção por estar ocupado demais com os meus “um dia”. Enfim, sonhos morrem e outros nascem.

Consultei o relógio e percebi que estava um pouco atrasado para outro compromisso, já tinha passado da minha hora e não havia justificativa para demorar-me mais.

– Bem, tenho de ir. – Peguei meu casaco sobre o braço da poltrona e contornei a secretaria petrificada, caminhando na direção dos elevadores, discando um numero programado no celular e pensando em alguma mentira para disser. – Tem mais alguma informação para mim?

Ela parecia ter acordado de um sonho quando ouviu o som das portas metálicas se abrindo logo atrás dela.

– oh, sim! – Virou-se rapidamente para mim dentro do elevador. As portas do elevador estavam se fechando rapidamente – Mandaremos a sua conta na segunda pela manhã, senhor.

Duas Questões, Uma Escolha.

DSCF0067

Existem muitas chances de tudo dar certo. Contudo, em outros momentos só existe uma única oportunidades de sermos realmente felizes. Então, como descobrir qual é qual na hora decisiva?

Não sabemos!

A única coisa possível a se fazer é entender o porquê de sempre jogarmos fora as chances que a vida nos oferece como fichas de um cassino, como se soubéssemos cegamente que existirão milhares de outras oportunidades a nossa espera, quando realmente, essa pode ter sido a ultima e lamentável hora de escolher e fazer tudo dar certo.

Poderíamos procurar todas as razões cabíveis para isso, mas a uma em especial da qual gostaria de mencionar. A espera por alguém. O desejo pela aprovação, opinião, companhia e a chegada de alguma pessoa que nos ajude, siga ou guie-nos por entre os caminhos esperançosos da vida. Sempre à espera de alguém, deixamos horas passarem, dias se perderem e algumas das mais lindas e irremediáveis oportunidades de nossas vidas fugirem. Restando o velho lamento, “Ah seu eu tivesse feito a coisa certa!”.

Não cometa esse erro.

Não somos responsáveis pela felicidade de ninguém, da mesma forma que somente nós podemos fazer dar certo nossos sonhos e objetivos.

Não espere por um grande amor para se apaixonar por dezenas de pessoas em sua vida, não deixe que seus pais decidam o seu futuro, não ouça a voz de quem quer vê-lo preso a um futuro simplório e sem realizações, não espere por ninguém para pegar o próximo ônibus para a felicidade. Faça suas escolhas, seja responsável pelo seu futuro.

Não estou dizendo para tornar-se um ser humano alto suficiente e egoísta, mas desejo que toda dedicação e esperança que trazemos conosco não se perca somente pelo fato de ficarmos sentados esperando alguém para nos acompanhar, por optar por nós.

Nunca espere por alguém para ter uma vida feliz e intensa. Por isso, o trem esta saindo e você precisa se decidir: Ficar e esperar pela sorte ou seguir em frente e ver o que o destino lhe reserva?

Duas questões, uma escolha.

Não Tenha Pressa, Mas Não Perca Tempo!

segredo-produtividade

A caminho do trabalho perguntei-me, “porque estou indo tão depressa?”.

Estava um pouco atrasado e sabia que teria muito a fazer naquele dia, mesmo assim, questionei-me do motivo de tanta pressa. Aos poucos, diminuindo a marcha e sentindo como se pousasse sobre o meu peito uma mão invisível. “Vamos devagar, não estou a fim de correr atrás de você pela ciclovia!” dizia a voz que acompanhava a mão sobre o meu coração e eu a conhecia. Logo foi como se o tempo se curvasse sobre meus pés, deixando-me mergulhar dentro do passado, agarrado por aqueles dedos que seguravam-me firme. Thiago estava ao meu lado, era 2009 e caminhávamos pela orla do Lago Guaíba.

Era um dia ensolarado de um antigo verão. Pessoas corriam por toda a parte. Cães brincando na grama, turistas tiravam dezenas de fotos do espelho refletindo a dourada luz do dia e nós, caminhando depois de um dia maravilhoso pelos museus de porto alegre.

– Desculpe, nem percebi que estava andando rápido! – disse eu. – Acho que deixei-me levar pelo momento.

– Fique tranquilo! – disse Thiago enquanto colocava seus estranhos óculos de sol estilo John Lennon, olhando-me como se lesse cada pensamento que afligia-me naquele instante. – Temos muito tempo até o por do sol, vamos somente caminhar, não temos um destino final, só temos a vida toda pela frente!

Realmente, sempre teríamos muito tempo em nossas vidas e, apesar de não vê-lo mais depois daquele dia, descobri o que pretendia disser-me com aquelas palavras. “vá com calma”, “fique tranquilo”, “não temos um destino final”, “temos a vida toda pela frente”. Passei tanto tempo correndo por ai, imerso em compromisso, prazos, que mal pude respirar, até aquele momento.

Então pare por um minuto e vá de vagar, algumas vezes é importante parar e respirar fundo, ir de vagar quase parando. Já percebeu como à medida que crescemos parece que o tempo se torna mais curto? Anos mudam rapidamente, os sobrinhos crescem mais rápido a cada dia, os netos nascem como coelhos e você se percebe velho num piscar de olhos depois do seu primeiro dia de ferias escolar.

O tempo não corre, somente se desperdiça como a areia de uma ampulheta e porque não o usamos da maneira correta torna-se nosso remorso quando não se há mais tempo a perder. E a melhor maneira de se perder tempo é sendo feliz. Apreciando as singelas coisas da vida, sem esperar por sonhos de longo prazo, pessoas levianas e toda a riqueza que tentamos construir em uma vida.

Então, saia pra caminhar e ande devagar! Não se preocupe para onde esteja indo, somente aprecie o trajeto, as pessoas que conhecer e beleza de simplesmente existir. E se eu puder lhe dar algum conselho seria: não tenha pressa e não perca tempo algum.

Viva La Vida!

Encontrando o Perfeito Amor

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Existe uma certa euforia agarrada a esperança de encontrar a pessoa certa. Todo mundo espera pelo dia no qual irá, finalmente, encontrar o verdadeiro amor, alguém perfeito e que nos faça feliz, não é mesmo?

Tenho pena de pessoas assim.

Não foi uma única vez somente que encontrei alguém refletido sobre as inúmeras qualidades que esperam encontrar em alguém para se sentirem atraídos e apaixonados.

“Quero alguém que me entenda, me ouça. Alguém que fale de coisas legais e seja educado. Uma pessoa capaz de perceber quando estou triste, zangado, alegre ou com medo pelo simples mudar do meu sorriso. Que me faça rir muito, seja um bobo romântico, cheio de gracinhas para sempre cuidar da minha felicidade. Alguém decido, para cuidar de mim e de meus problemáticos ‘pitis’. Enfim, não precisa ser perfeito, só precisa ser assim.”

E não importa qual seja o repertorio romântico por trás dessas palavras banhados de sentimentalismo, olhinhos brilhantes e mãozinhas suadas, eu sempre irei fazer a mesma pergunta:

– E você, é essa pessoa que desenhou? – Isso se torna desconcertante e destrói completamente a fantasia de qualquer pessoa. Não faço isso somente por prazer. Tento tirar essas pessoas desse conto de fadas errôneo e lançar-lhe uma luz sobre essa maça podre que é sonhar sem raciocínio.

Quando desejamos encontrar alguém que nos complete não percebemos que somos também o inverso disso tudo e esquecemos-nos de nos perguntar: “eu sou o sonho de alguém? Romântico, educado, alegre e fascinante?”. Podemos mentir para os outros, mas sabemos no fundo que a resposta é “não”. Primeiro, porque alguém mágico não existe. Que corresponda a todas as expectativas. Quem amamos sempre vai nos magoar, mentir e nem sempre entender. Mesmo assim, vai saber a hora de ser sincero e correr atrás de todos os prejuízos e tentar concerta-los. Amar não é ser sempre assertivo, é errar, errar e errar até conseguir acertar.

E em segundo lugar, não desenhamos o que queremos, pelo contrario, formulamos quem desejamos ser. Sonhar com o príncipe encantado é nada mais do que nosso desejo reprimido de ser alguém que não conseguimos e então vivemos da ultima esperança, encontrar alguém que seja o que não somos e nos apaixonar por isso, como se fosse uma inveja amorosa. Enquanto isso, deixamos oportunidades passarem, pessoas fugirem e não temos coragem de tentar ser um sonho para alguém.

Acredite, quando você parar com esse bestarol desenfreado de acreditar na fada madrinha e não acorda pra vida, começar a viver como quem deseja amar um dia, com certeza perdera a oportunidade de encontrar esse certo alguém por que você estará muito ocupado sonhando.

E não se esqueça, ele – ou ela – pode não ser perfeito, mas pelo menos vai ser alguém real.